terça-feira, 20 de setembro de 2016

Dinheiro da ação do Dinaprev começa a ser liberado a servidores esta semana



 

REDAÇÃO

            Após 01 ano e 08 meses em que as primeiras ações em desfavor do DINAPREV – Instituto de Previdência de Douradina terem sido protocoladas na justiça a espera esta terminando para 24 servidores da Prefeitura Municipal.

            A Direção do SIMTED – Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Douradina – Patrono dos processos, informou a redação do Douradina NEWS, que a advogada que defende os servidores municipais nesta petição Dra. Maria do Carmo Junqueira Lima entrou em contato avisando que dos mais de 100 processos julgados e ganhos pela Dra. 24 foram finalizados nesta sexta feira dia 16/09 quando os valores foram depositados na conta da mesma e que agora ela fará o pagamento aos servidores, sendo eles:

  • Ana Cristina Santos Ribeiro;
  • Aparecida Ponce Gongora;
  • Bruna Jaqueline Gonçalves;
  • Doraci Aparecida Campos;
  • Elizangela Regina Marques Rosa;
  • Enock da Silva Xavier;
  • Fátima Lopes Freitas;
  • Irailda Alves Rodrigues;
  • Ivone Honorato da Silva;
  • Jocikeli Franco de Oliveira;
  • Leandro Lima Narcizo;
  • Leandro Magalhães Andrade;
  • Leci Batista Carneiro;
  • Loreta Lacerda Cao Tofano;
  • Márcia Gimenes Sanches Medeiros;
  • Maria Aparecida Nunes Souza Costa;
  • Maria Gonçalves Mendes;
  • Maria Gonzaga Moura;
  • Paulo Francisco Pires;
  • Paulo Ribeiro Cesar;
  • Pedro Rodrigues Gama;
  • Ricardo Aparecido Lopes Julião;
  • Roseni Alves do Amaral;
  • Tânia Regina dos Santos Almeida.

            “É com grande prazer que anunciamos que os primeiros servidores serão restituídos dos valores que lhe foram cobrados indevidamente, com certeza este dinheiro vem em boa hora para estes 24 servidores” Ponderou o Presidente em exercício do SIMTED Professor Lúcio Flavio que completou “Temos que destacar o empenho e dedicação do nosso presidente licenciado Professor Jean Sérgio Clavisso Fogaça que entrou nesta disputa de corpo e alma, apoiando incondicionalmente todos os servidores que o procuraram”.

            A Dra. Maria do Carmo adiantou que por questões éticas os valores individuais de cada servidor não serão divulgados na imprensa, mas que todos podem e devem acompanhar no site do TJ MS, mas destacou que entre estes 24 primeiros, os valores variam de R$ 190,77 (o menor valor) a R$ 7.529,54 (o maior valor), esclareceu ainda que os demais servidores que ainda não estão nesta relação devem se manter calmos e tranqüilos, pois todos os processos estão em fase adiantada de pagamento e logo todos receberão.

            O Professor Lúcio Flavio presidente em exercício do SIMTED, informou que esta semana marcará local e data para a Dra. vir fazer os pagamentos em mãos aos servidores contemplados.
Postado por Carlos PAIM

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Caixa Alta

Principais Jornais de Mato Grosso do Sul

Divulgação da Parceria, Google, Fundação Portal do Pantanal - Fm América, Painel de Blogs do Paim.

http://www.ejornais.com.br/jornais_mato_grosso_sul.html


Site do Midiamax News
Divulgação da Parceria, Google, Fundação Portal do Pantanal - Fm América, Painel de Blogs do Paim

http://www.midiamax.com.br/

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Bioma Mata Atlântica
http://www.projetobiomas.com.br/

Site do UOL Notícias

http://noticias.uol.com.br/

Postado por: Ygor I. Mendes

sábado, 7 de maio de 2016

Vídeo de boiada 'gigante' andando em avenida de RO viraliza na internet

Imagens foram feitas por morador de Alto Alegre dos Parecis.

Segundo Idaron, rebanho era composto por mil cabeças de bois.

O vídeo de uma boiada "gigante" andando pela principal avenida de Alto Alegre dos Parecis (RO) está chamando a atenção de internautas nas redes sociais. Gravadas por um morador no último domingo (1°), as imagens mostram vários peões a cavalo tocando mil bois tranquilamente. Em alguns trechos da gravação, os animais sobem em cima de calçadas e chegam a desviar de um caminhão estacionado na via. Até esta sexta-feira (6), mais de 55 mil pessoas já haviam assistido ao vídeo (veja acima).
De acordo com Dalvino Rodrigues de Azevedo, que gravou o vídeo da sacada de casa, a boiada passou pela Avenida Tancredo Neves no último domingo. "Foi bem cedinho. Eu ainda estava dormindo quando ouvi os estalos do chicote e sai para ver", relembra.
Ao G1, o morador de 52 anos disse que esta não foi a primeira vez que uma boiada passa pela avenida. "Uma vez passou cerca de 2 mil cabeças. Deve ser a maior que já vi aqui. Uma vez a boiada estourou e os peões precisaram sair correndo com o cavalo para arrebanhar de novo. É sempre lindo ver essa tradição no interior do estado", conta.
Boiada era composta por mil cabeças, segundo o Idaron de Alto Alegre (Foto: Reprodução)Boiada era composta por mil cabeças, segundo o Idaron de Alto Alegre (Foto: Reprodução)
Dalvino diz que a boiada costuma passar pela cidade sempre de madrugada ou já no amanhecer do dia, quando não tem ninguém andando na rua. "A prática é comum e linda de se ver", afirma. O morador diz que não esperava tanta repercussão nas redes sociais após a postagem do vídeo. "Fiquei bastante surpreso", ressalta.
Repercussão
Depois que o vídeo foi postado, várias pessoas compartilharam e comentaram a gravação no Facebook. Um usuário brincou com a situação e chamou a cena de um "engarrafamento de churrasco". O trabalho dos peões também arrancou elogios dos usuários: "Eita boiada bonita", disse um homem no comentário do vídeo. "Lindo de mais amei", disse outra internauta.
Boiada era composta por mil cabeças, segundo o Idaron de Alto Alegre (Foto: Facebook/ Reprodução)Boiada era composta por mil cabeças, segundo o Idaron de Alto Alegre (Foto: Facebook/ Reprodução)
Até esta sexta-feira, mais de 55 mil pessoas já haviam assistido o vídeo gravado por Dalvino.
Autorizado
De acordo com a Agência de Defesa Sanitária Agrossilvipastoril do Estado de Rondônia (Idaron), este tipo de transporte terrestre de animais é permitido. "Para fazer isso, o produtor precisa apresentar o Guia de Trânsito Animal (GTA)", explica Alexandre Marques de Lima, chefe da unidade em Alto Alegre dos Parecis.
Ainda segundo Alexandre, a Idaron também cobra exames negativos para mormo e anemia dos animais. “Sempre que vão passar pela cidade nós os abordamos para verificar essa documentação. Aqui é comum esse tipo de boiada, pois é uma rota boiadeira”, declara.
A boiada filmada em Alto Alegre dos Parecis é composta de mil cabeças. Os animais saíram de uma fazenda do município no dia 1° de maio e o destino final é uma propriedade do distrito de Novo Plano, em Chupinguaia (RO), no Cone Sul de Rondônia. Os bois devem viajar cerca de 150 quilômetros e o trajeto pode durar semanas.
Assista ao vídeo acessando este link :http://g1.globo.com/ro/rondonia/noticia/2016/05/video-de-boiada-gigante-andando-em-avenida-de-ro-viraliza-na-internet.html
G1GLOBO
Postado por: Ygor I. Mendes

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Prefeitura de Douradina, MS, abre inscrições de concurso para 27 vagas

Salários variam de R$ 888,82 a R$ 3.875,45.
Cargos são de todos níveis de escolaridade.


A prefeitura de 
Douradina (MS) abriu inscrições de concurso público para 27 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários variam de R$ 888,82 a R$ 3.875,45.
Prefeitura de Douradina               
Inscrições
Até 13 de maio
Vagas
27
Salário
De R$ 888,82 a R$ 3.875,45
Taxa
R$ 95 (nível superior), R$ 57,50 (nível médio), R$ 37,50 (níveis fundamental completo e incompleto)
Provas
26 de junho
Os cargos de nível superior são assistente social, biomédico, enfermeiro, engenheiro civil, farmacêutico, fisioterapeuta, médico veterinário e psicólogo.
Para nível médio, há oferta para assistente administrativo e técnico em enfermagem.
Exigem nível fundamental completo agente comunitário de saúde, agente de saúde (endemias), auxiliar de odontologia, recepcionista e zelador de abrigo.
Motorista, operador de máquinas pesadas e pedreiro são funções de nível fundamental incompleto.
As inscrições devem ser feitas até o dia 13 de maio pelo sitewww.sigmams.com.br . As taxas são de R$ 95 (nível superior), R$ 57,50 (nível médio), R$ 37,50 (níveis fundamental completo e incompleto).
A prova objetiva será realizada na data provável de 26 de junho e terá duração de três horas. Horário e local serão definidos posteriormente.
O prazo de validade do concurso será de dois anos, podendo ser prorrogado, uma vez, por igual período.
G1.MS
Postado por : Ygor Mendes I.

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Com 27 vagas, Prefeitura de Douradina está com inscrições abertas de concurso


A Prefeitura de Douradina, distante 196 quilômetros de Campo Grande, está com inscrições abertas de concurso publico para 27 vagas com salários que variam de R$ 888,82 a R$ 3.875,45.
As oportunidade são para os cargos de assistente social (1 vaga), biomédico (1 vaga), enfermeiro (1 vaga), engenheiro civil (1 vaga), farmacêutico (1 vaga), fisioterapeuta (1 vaga), médico-veterinário (1 vaga), psicólogo (1 vaga), assistente administrativo (3 vagas), técnico em enfermagem (3 vagas), agente comunitário de saúde (2 vagas), agente de saúde - endemias (2 vagas), auxiliar de odontologia (1 vaga), recepcionista (2 vagas), zelador de abrigo (2 vagas), motorista (2 vagas), operador de máquinas pesadas (1 vaga) e pedreiro (1 vaga).
As inscrições terminam no dia 13 de maio e deve ser realizadas pelo sitewww.sigmams.com.br. Não se esqueça de pagar a taxa de participação. (Veja o edital)
 
Campo Grande News

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Metas de redução de CO2 são insuficientes para conter aumento da temperatura em 2°C

Giovana Girardi
05 novembro 2013 | 19:42
Usina de carvão na China. País anunciou o compromisso de reduzir suas emissões, mas tem sofrido com escassez de gás natural, uma alternativa menos poluente que o carvão. Crédito: REUTERS/Stringer
Mesmo que todos os países cumpram os compromissos já assumidos de reduzir suas emissões de gases de efeito estufa nos próximos anos, em 2020 a quantidade de CO2-equivalente lançado na atmosfera deve ser de 8 a 12 gigatoneladas (Gt) acima do limite projetado para manter o aquecimento do planeta em 2°C até 2100.
O cálculo foi divulgado nesta terça-feira pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) como parte do Relatório sobre a Lacuna de Emissões (veja um resumo executivo, em inglês), que, desde 2010, avalia anualmente como o mundo está caminhando em relação ao aquecimento global.
O estudo leva em conta as metas voluntárias que vários países vêm assumindo desde a Conferência do Clima da ONU realizada em Copenhague, em 2009. Na ocasião, diante da indefinição para o estabelecimento de um acordo global que pudesse ser cumprido por todos, concordou-se que os países submeteriam metas voluntárias a serem cumpridas até 2020. A expectativa é que nessa data um novo regime entre em vigor.
Desde então, o Pnuma, com a ajuda de mais de 70 cientistas, vem calculando anualmente se essas metas voluntárias são suficientes para manter o mundo no rumo de um aumento de temperatura de no máximo 2°C até o final do século ou se haveria uma lacuna entre a ambição e a realidade.
As pesquisas apontam que, para ficar naquele patamar de temperatura, as emissões deveriam atingir um máximo de 44 GtCO2-equivalente (ou CO2e, unidade que equipara todos os gases estufa ao potencial de aquecimento do CO2, o gás mais liberado)em 2020. Em seguida teriam de cair para 40 Gt em 2025, 35 Gt em 2030 e para 22 Gt em 2050.
As emissões atuais, porém, já estão muito mais altas do que deveriam estar em 2020 – na casa das 50 Gt de CO2e, segundo estimativas de 2010. Num cenário em que não haja mudanças no modelo econômico atual, elas podem chegar a 59 Gt em 2020, 1 Gt acima da estimativa apresentada no relatório do ano passado.
E mesmo com as metas e compromissos estabelecidos nos últimos três anos, seria possível reduzir esse valor de 3 a 7 gigatoneladas. Ou seja, insuficiente para colocar o mundo no trilho correto.
“O atraso na implementação de medidas implica em mais mudanças climáticas em curto prazo e a possibilidade de mais impactos climáticos”, afirmou Achim Steiner, diretor executivo do Pnuma durante o lançamento. Ele ressaltou, porém, que ainda é possível alcançar a meta de 2020 “com o reforço dos atuais compromissos e a criação de novas medidas, incluindo a ampliação de iniciativas de cooperação internacional em áreas como a eficiência energética, a reforma dos subsídios aos combustíveis fósseis e as energias renováveis”.
Para ele, um setor estratégico é a agricultura, que responde por 11% do total global de gases de efeito de estufa. Técnicas relativamente simples, de mudança do uso do solo, têm um alto potencial de reduções. O setor é um dos principais alvos de redução no Brasil.
O anúncio foi estrategicamente feito a poucos dias do início da nova rodada de negociações internacionais climáticas. Começa na segunda-feira (11), em Varsóvia (Polônia) a 19ª Conferência do Clima da ONU. A reunião, que segue até o dia 22, tem praticamente dois objetivos: ajudar a construir o caminho para que se chegue a um novo acordo climático em 2015, em Paris, para começar a vigorar em 2020; e tentar aumentar as ambições dos países sobre o que eles podem fazer até 2020.
*
Viajo para lá no sábado, a convite da Convenção do Clima da ONU (UNFCCC), e vou reportar por aqui, pela editoria Metrópole, do Estadão, e pela Rádio Estadão, os avanços (ou não) das negociações.